A PROPRIEDADE

A família Bergqvist tem vindo a produzir vinho do porto desde 1815. A Quinta de La Rosa foi oferecida como um presente de baptismo a Claire Feuheerd, avó de Sophia Bergqvist, em 1906. A empresa de exporttação de vinho do porto da família, Feueheerd, foi vendida no anos 30, no entanto a La Rosa foi mantida e gerida pela avó de Sophia, Claire. Em 1988, Sophia e o seu pai Tim Bergqvist decidiram recomeçar o negócio de família, lançando a Quinta de La Rosa como um dos produtores de porto com mais qualidade no mercado local.

Começando no início dos anos 90, a família Bergqvist foi um dos pioneiros a levar a produção dos vinhos de mesa a sério no Douro. Os vinho tintos produzidos na Quinta de La Rosa ganhou muitos elogios na imprensa e é vendido em muitos restaurantes de prestígio e lojas de vinho em todo o mundo – consulte Notícias e Prémios

Clique na fotografia para ecrã inteiro.