Newsletters

NOTÍCIAS LA ROSA - 2018
 
Percorremos um longo caminho desde que produzimos o nosso primeiro Porto Vintage 1988 sob a marca – La Rosa, mais precisamente 30 anos (1988 a 2018). Numa geração, vimos a Quinta de La Rosa estabelecer-se como uma marca de qualidade – recentemente fomos distinguidos como a 13ª marca mais reconhecida num ranking de 350 restaurantes Londrinos, logo atrás de nomes tão relevantes como Domaine Faiveley, Fontodi ou Allegrini. Para marcar o 30° aniversário, lançámos um Tawny 30 anos que é simplesmente delicioso. Uma vez mais o Jorge Moreira mostrou-nos a sua magnifica habilidade, ao criar este néctar.
O meu pai, Tim, viveu para ver a evolução da Quinta de La Rosa e o seu sucesso no negócio dos vinhos e do turismo. Ele estava tão orgulhoso com o que alcançámos e foi com imenso pesar que ele nos deixou no passado mês de Junho.
 
Investimentos: Na última visita do meu pai á Quinta, na Páscoa passada, inspecionámos juntos as vinhas que Jorge, Álvaro e Nuno fantasticamente esculpiram, ao replantar cerca de 10 hectares na Cerejinha e na Dona Clara. A chuva intensa na primavera não permitiu que conseguíssemos concluir as vinhas este ano, contudo  finalizámos cerca de 5 hectares de vinha de castas brancas  nas cotas mais elevadas.
Este foi um ano onde nos focámos nas vinhas, dando particular atenção á vinha Vale do Inferno onde voltamos a utilizar métodos tradicionais, nomeadamente utilização de tracção animal para mobilização do solo entre cepas. Foi um momento bastante nostálgico. 
 
O ano nas vinhas:  No geral, o ano foi muito difícil e atípico para o Douro e assim como para a família uma vez que foi o primeiro ano sem Tim. 
O inverno foi incrivelmente seco – não caiu chuva alguma desde o final de Junho de 2017 até Fevereiro de 2018, o que ajudou nos trabalhos de armação do terreno das futuras vinhas novas com recurso a máquinas escavadoras. Quando o Norte da Europa e o Reino Unido estiveram sob efeito de uma onda de calor, a chuva e o frio fizeram-se sentir no Douro. A precipitação que ocorreu nos meses de Abril a Junho, foi a mais elevada alguma vez registada. Na segunda-feira, 28 de Maio tivemos uma terrível trovoada com chuva torrencial que provocou cheias rápidas no Pinhåo. Muitas vinhas nas imediações ficaram completamente destruídas devido ao intenso granizo que se abateu sobre as mesmas, felizmente tivemos sorte e somente registámos algumas perdas nas vinhas do topo da propriedade.
Chuvas tardias na primavera, originaram um aumento considerável da humidade sentida nas vinhas e o elevado risco de ataque de mildío esteve eminente, mas com a nossa boa gestão vitícola, conseguimos controlar uma boa parte do problema. Na generalidade, significou uma redução na quantidade e um pequeno atraso na maturação. O final de Verão foi geralmente seco e quente, particularmente com um fim de semana onde as temperaturas foram extremas, tendo um impacto direto nas vinhas mais vulneráveis. Na Quinta de La Rosa afortunadamente não fomos muito afetados, apenas as uvas menos protegidas do sol sofreram de desidratação, enquanto que as uvas protegidas pela canópia se mantiveram sãs. Por altura da vindima, a cuidada selecção na vinha foi de novo extremamente importante pois as vinhas mais velhas suportaram melhor os extremos climáticos do que as mais novas.
A vindima sofreu um atraso se compararmos com 2017 e só começámos a apanha na segunda-feira 17 de setembro e concluímos a mesma no sábado 6 de outubro com condições atmosféricas perfeitas ao longo das 3 semanas. A colheita foi significativamente mais reduzida, mas, apesar de todos os desafios, o Jorge está inicialmente satisfeito com a qualidade geral. 
 
Engarrafamentos especiais:  O entusiasmo á volta da declaração do Vintage 2016 ajudou no aumento da visibilidade do mesmo. Ficámos felissíssimos com a atribuição de 95 pontos e Cellar Sellection, pela Wine Enthusiast ao nosso Vintage 2016.  Já mencionei o Tawny 30 anos – obrigatório para todos provar e beber!  A nossa parceria com a Waitrose continua, desta vez com o nosso Vintage 2015 a aparecer nas suas prateleiras a tempo da época natalícia.
 
Visitas/Vendas:  Um dos sonhos do meu pai era pertencer á lista Wine Society. Ele ficou extremamente feliz, quando viu o nosso La Rosa Douro Tinto 2016 entrar para a mesma, seguido quase de imediato pelo nosso La Rosa Reserva tinto. Jo Locke, a compradora da Wine Society visitou pela segunda vez a nossa Quinta em Junho, acompanhada com um grupo de amigos da Wine Society.
Lembro-me de receber a nossa primeira encomenda de 30 caixas de 12 garrafas de Vintage 1988 por carta, de Edwin Booth.  Actualmente ainda trabalhamos com a Booths e eles enviaram uma equipa de 10 pessoas para filmar a vindima este ano. Finalmente conheci pessoalmente Edwin, num jantar que organizámos na embaixada de Portugal em Londres e onde celebrámos os 30 anos de aniversário da Quinta de La Rosa como produtora de marca própria. Foi adorável ver muitos dos nossos mais antigos parceiros e amigos à volta da mesa, alguns remontando aos anos 90. Também realizámos um jantar recíproco na residência do embaixador do Reino Unido em Lisboa. 
O Douro continua a crescer e nós recebemos imensos visitantes e esperamos que muitos mais continuem a querer vir e estarem connosco.  Temos vindo a receber um feedback positivo relativamente ao nosso restaurante, em funcionamento há mais de um ano, em particular a ideia que o nosso Chef teve ao criar o evento “Quatro mãos”, onde convidou outros chefs para vir cozinhar com ele e que foi um sucesso. Mais eventos se seguirão.
 
Equipa:Temos uma nova e professional equipa em Sabrosa com Hugo Rodrigues como assistente de enologia, habilmente assistido pelo promovido João Esteves, Carina Batista (faturação, encomendas, stocks e rotulagem) e Cilina Vilela (pagamentos, salários e muito mais). Nelson Gonçalves continua a tratar das encomendas e do stock. A minha vida está mais facilitada e organizada com a ajuda deles!
 
Desafio Hill Challenge :  A lesão no meu joelhoimpediu-me de participar, mas o Jorge e o meu irmão Philip, organizaram uma equipa engraçada no evento deste ano do Hill Challenge. Coloquem a data do próximo nas vossas agendas – sábado 22 junho 2019.
 
Outras noticias:  Recebemos a Court of the Worshipful Company of Vintners (Corte da Companhia Venerável de Produtores de Vinho) na sua estadia na La Rosa. Eu sou presentemente uma aprendiz da Corte nesta maravilhosa tradição do século XIV  e que  tem como mote principal  ‘Vinum Exhilarat Animum’(O Vinho anima o Espírito).
 
Sophia Bergqvist                  www.quintadelarosa.com                      Dezembro 2018

Older newsletters

Clique na fotografia para ecrã inteiro.