VINTAGE

Porto Vintage 2017

IMPRENSA

95pts Wine Enthusiast – Dezembro 2019
95pts Wine Spectator – Dezembro 2019
91pts Wine & Spirits – Dezembro 2019
95pts Wine Advocate – Julho 2019
 

CASTAS

Vinhas Velhas, Touriga Nacional, Touriga Franca e algum Sousão de “letra A”, provenientes dos mais antigos patamares da Quinta de la Rosa.
Todas as vinhas da Quinta de la Rosa estão em terroir de classificação máxima: A.
 

SUGESTŌES DE PROVA

O Vintage 2017 é um vinho que apesar do seu elevado potencial de envelhecimento pode ser apreciado enquanto jovem.  Pode ser consumido como digestivo com queijo ou chocolate, ou ser apreciado sem qualquer acompanhamento. Lembre-se de decantar o Porto antes de beber. O Vinho não é filtrado e pode criar depósito ao fim de alguns anos. 
 

NOTAS DE PROVA

As condições climatéricas excepcionais de 2017 deram origem a uma vindima muito precoce e rápida. Na realidade foi o ano em que a vindima começou e terminou mais cedo de sempre, desde que se faz vinho no Douro.
As nossas uvas absorveram todo este calor incrível que se fez sentir no verão de 2017 e transformou-o numa fruta doce e maravilhosamente perfumada.
 
O Quinta de La Rosa Vintage 2017 é um vinho com enorme concentração, o que se nota logo na cor violeta retinta e na sua grande intensidade aromática. Muito complexo, os seus aromas e sabores são dominados por uma fruta doce e exuberante com nuances florais, na boca é denso e intenso mas sem perder a energia e frescura. Fortemente estruturado como um grande Porto Vintage tem que ser para garantir décadas de evolução mas ao mesmo tempo tão sedutor e generoso que é difícil resistir a bebe-lo já.
 

NOTAS DE PRODUÇÃO

Foi seco, um ano demasiado quente para a Europa e o mesmo para Portugal. Incêndios florestais devastaram o campo, pois tudo estava seco. A vindima começou mais cedo na memória nas partes mais quentes do Vale do Inferno – a 21 de agosto – deixando o restante para mais tarde. Geralmente nessas vinhas com capacidade para lidar com a secura e calor a colheita é feita mais tarde. O resfriamento durante a vindima teve uma influência positiva na La Rosa e os vinhos que produzimos um pouco mais tarde eram de excelente qualidade. Os níveis de álcool tenderam a ser altos e a acidez mais baixa do que normal. Mas havia uma pequena evidência um pouco acima da maturidade resultando em sabores frutados.
 
Foi um ano em que tudo estava pronto para ser colhido na mesma altura – um desafio logístico, o que significou que o trabalho nas nossas duas adegas fosse árduo nessa altura. As últimas uvas foram colhidas na vinha Fausto, de elevada altitude em Lamelas na segunda-feira 18 de setembro, 3 dias antes de se ter iniciado a vindima de 2016. Uma vez mais o enólogo Jorge Moreira teve o seu cuidado do que escolher e quando. A vindima tardia realizou-se para as uvas cuja maturação foi mais lenta, como sempre se pretende, no entanto ficamos surpreendentemente satisfeitos com a qualidade dos vinhos em geral, tanto os brancos como os tintos.
 

QUALIDADE & SEGURANÇA-AMBIENTE

Na Quinta de la Rosa pratica-se uma agricultura sustentável, certificada pelas entidades ADVID e SATIVA. Os vinhos não contêm, não foram produzidos a partir de, e não incluem substâncias com origem em Organismos Geneticamente Modificados. Não são usados quaisquer produtos provenientes de animais.
 

MATURAÇÃO E ENGARRAFAMENTO

Este Vintage foi pisado a pé em lagares de granito com controlo de temperatura durante três a quatro dias. Os lotes mais complexos de 2017 foram mantidos durante 18 meses em balseiros de madeira de carvalho, antes de ser feito o lote final. Foi engarrafado em Maio 2019.

 

Envelhecimento: 
20+ anos
Produçâo: 
7,800 Litros
Alcool: 
20%
Acidez:
4,9 g/dm3
Acidez Volátil:
0,28 g/dm3

 

Ph: 
3,6
SO2:
95 mg/dm3
Açucar Residual:
98 g/dm3